Bem vindo(a) ao CENAPRO - Centro de Ensino e Aperfeiçoamento Profissional
 
 
 
 
 
  
NOTÍCIAS

19/04/2017
Alerta
Segundo pesquisadores, alterações na cor do cabelo podem indicar doença arterial
Há razões além da vaidade para se sentir preocupado com a chegada dos primeiros cabelos grisalhos. Segundo cardiologistas egípcios, isso serve como um indicador de doença arterial coronariana elevada.

“O envelhecimento é um fator de risco coronariano inevitável e está associado a sinais dermatológicos que poderiam sinalizar um maior risco”, disse Dr.ª Irini Samuel da Universidade do Cairo em um comunicado. “Mais pesquisas são necessárias sobre os sinais cutâneos de risco que nos permitam intervir mais cedo no processo de doença cardiovascular”, completou.
 
Samuel se perguntou se cabelos grisalhos poderiam ser um sinal fácil de detecção da saúde interna, então ela fez um teste com a cor do cabelo de 545 homens que estavam no hospital para angiografias coronárias, avaliando os fios em uma escala de 1-5. Desde que o estudo foi feito no Egito, os homens tinham começado com o cabelo escuro, sendo 1 para cabelo preto puro, enquanto 5 significava que seu cabelo estava inteiramente cinza ou branco.
 
Samuel também coletou dados sobre indicadores mais conhecidos de risco coronariano, como diabetes, tabagismo, histórico familiar e pressão arterial elevada. Uma vez que os homens com cabelos grisalhos também eram susceptíveis a serem mais velhos, não é nenhuma surpresa que seus corações geralmente estivessem em pior estado. No entanto, mesmo depois de controlar a idade e outros fatores conhecidos, os níveis de 3 ou mais na escala foram associados com taxas mais elevadas de doença arterial coronária e calcificação das artérias coronárias.

Segundo Samuel o mecanismo não está inteiramente claro. Pressão arterial elevada ou colesterol não parecem se relacionar com mudanças na cor do cabelo. Ele espera mais pesquisas sobre as causas genéticas e ambientais do envelhecimento para ajudar a explicar a conexão. No entanto, a correlação estatística entre sua amostra foi tão forte que Samuel recomenda que homens com cabelos grisalhos tenham cuidado extra e façam check-ups regularmente, bem como sigam dietas saudáveis​​ e pratiquem exercícios.
 
“A aterosclerose e cabelos grisalhos ocorrem através de vias biológicas semelhantes e a incidência de ambos aumenta com a idade”, disse Samuel. “Nossas descobertas sugerem que, independentemente da idade cronológica, o cabelo grisalho indica idade biológica e poderia ser um sinal de alerta de risco cardiovascular aumentado”, completou.
 
Até agora, nenhum estudo foi conduzido para ver se a relação também se aplica às mulheres, outra coisa que Samuel disse que deveria ser corrigida.

Jornal Ciencia

« Voltar
  
 
Desenvolvido por:
Centro de Ensino e Aperfeiçoamento Profissional - CENAPRO
CNPJ: 020.149.945/0001-87 - BELÉM/PA
Fone: (91) 3259-0673
TIM / Whatsapp: (91) 98101-2353
Oi: (91) 98713-3206
Sistema Antistress: