Bem vindo(a) ao CENAPRO - Centro de Ensino e Aperfeiçoamento Profissional
 
 
 
 
 
  
NOTÍCIAS

20/04/2017
Alerta
Cinco adolescentes tentaram se matar em Curitiba, e a suspeita é que o jogo “Baleia Azul” esteja envolvido no caso
Segundo informações da Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba, a Secretaria Municipal de Saúde da cidade emitiu um alerta aos pais e responsáveis por crianças e adolescentes, bem como professores e profissionais da saúde, a respeito do jogo “Baleia Azul”. Pela proposta de 50 desafios, sendo o último tentar suicídio, ele já fez diversas vítimas no país e no mundo
A Secretaria informou que nesta madrugada, a rede municipal de saúde registrou cinco tentativas de suicídio entre adolescentes de 13 a 17 anos. Eles foram atendidos e encaminhados para acompanhamento no Caps (Centro de Atenção Psicossocial). Foi relatado que todos os cinco pacientes apresentaram sinais de automutilação e ingestão de remédios.
 
Contudo, não há uma confirmação oficial de que os casos estejam relacionados ao jogo, embora a Prefeitura tenha envolvido o Conselho Tutelar e Polícia Civil, bem como solicitado investigação à Polícia Federal.
 
O jogo “Baleia Azul” tomou as manchetes do país ao envolver a questão do suicídio entre jovens e adolescentes. Estes relataram ter recebido mensagens em redes sociais com tarefas que deveriam ser cumpridas. Em grupos fechados, os chamados “curadores” do jogo são responsáveis por fiscalizar a realização destas tarefas, que incluem automutilação e atividades com alto risco de morte.
 
“Orientamos que pais e responsáveis conversem com os adolescentes e fiquem atentos a sinais de isolamento, perda de vínculo familiar e quadros de automutilação”, disse o secretário municipal da Saúde de Curitiba, João Carlos Baracho. Ele afirmou ainda que os postos de saúde podem ajudar no encaminhamento do adolescente, se necessário, para atendimento de saúde mental em Caps ou outro serviço especializado.
 
“13 Reasons Why”

Da mesma forma, a Secretaria também alertou em relação ao novo seriado da Netflix, “13 Reasons Why”, que se tornou popular no país e aborda a questão do suicídio entre jovens. No entanto, especialistas sugerem que, embora obras de ficção como essa, que simbolizam temas da vida real possam contribuir para fomentar discussões importantes, elas também podem, mesmo que indiretamente, “glamourizar” o suicídio.
 
Segundo Flávia Adachi, coordenadora de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, os pais não precisam proibir os filhos de assistir a esse tipo de atração. Contudo, é preferível que assistam junto aos filhos e estejam dispostos a conversar sobre o assunto.
Segundo a psicóloga Maria Cristina Barreto, também funcionária da Secretaria Municipal de Saúde, a fase da adolescência é um período de grande vulnerabilidade. Logo, o jogo da Baleia Azul, por ter esse componente de romper limites ou desafiar autoridades, seduz o adolescente.
 
“Já a série afeta mais o adolescente que vivencia alguma situação de maior sofrimento, tornando-o suscetível a influências que podem colocá-lo em situação de risco”, explicou. “Então, precisamos ficar atentos a todos os perfis”. A Prefeitura informou que, com a ajuda das Secretarias Municipal e Estadual de Educação, serão desenvolvidas atividades de prevenção ao suicídio nas escolas.
Jornal Ciencia

« Voltar
  
 
Desenvolvido por:
Centro de Ensino e Aperfeiçoamento Profissional - CENAPRO
CNPJ: 020.149.945/0001-87 - BELÉM/PA
Fone: (91) 3259-0673
TIM / Whatsapp: (91) 98101-2353
Oi: (91) 98713-3206
Sistema Antistress: